top
topada



Receba nossas informações.
  Email: 
Artigos

Artigos


O BATER CABEÇA NO CONGÁ

O ato de bater cabeça, talvez seja a parte da ritualística umbandista cuja simbologia esteja no inconsciente coletivo da humanidade desde o princípio dos tempos.O ato de levar a cabeça ao solo é encontrado praticamente, em todas as religiões e foi trazido para alguns protocolos do mundano tendo em vista que em muitas sociedades os seus soberanos, eram tidos como representantes terrenos da divindade.
Seu significado pode ser interpretado como (reconhecimento da) submissão do ser humano, diante da onipotência da deidade, muitas vezes representada através de fenômenos da Natureza. Ou seja, a aceitação de nossas limitações diante daquilo que não podemos controlar. Trata-se, portanto, de um sinal de respeito e de entrega.Também pode ser entendido, como representação de humildade, bem como uma forma de agradecimento (à Mãe Terra que, através de seus mistérios, nos dá tudo, que nos sustenta e nos mantem em pé).Pode-se então dizer, que na Umbanda bater cabeça significa respeito pela deidade, orixás, guias e entidades que são representadas tanto pelo congá, como por pontos de força ou energia (a tronqueira e os atabaques), e ainda nas figuras dos sacerdotes e sacerdotisas ou mais velhos na religião.A ritualística pode variar de terreiro para terreiro, função de doutrina e fundamentos próprios.

 

Rua Victor Meireles, Nº 291 -Final da rua (rua sem saída). Uberaba - Curitiba - Paraná. Cep: 81580-480
Ônibus: Canal Belem Praça Rui Barbosa descer no ponto final. 2ª Rua a Esquerda. COM ESTACIONAMENTO.
Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Guimaster Web Service