top
topada



Receba nossas informações.
  Email: 
Artigos

Artigos


A ROUPA BRANCA DOS UMBANDISTAS

As roupas na Umbanda, são geralmente brancas, sempre muito limpas, já que este, é um dos motivos pelo qual se troca de roupa, para os trabalhos.
Nunca se deve trabalhar com as roupas do corpo ou já vir vestido de casa, com as roupas brancas. O suor causa uma sensação de desconforto, o que traz uma má concentração e
intranquilidade do médium, sem contar, é claro, com a desagradável situação de uma pessoa, que vai tomar passes ou consultar-se e ficar sentindo o cheiro do suor do médium...
O branco é de caráter refletor, já que é a somatória de todas as cores e funciona, aliado à outras coisas, como uma espécie de escudo contra certos choques menores de energias negativas que são dirigidas ao médium.
Serve também, para identificar os médiuns dentro de uma casa de trabalhos, muito grande.
Alem disso, é uma cor relaxante, que induz o psiquismo à calma e à tranquilidade.
A Roupa Branca (Roupa de Santo), a vestimenta para a qual devemos dispensar muito carinho e cuidado, idênticos ao que temos para com nossos Orixás e Guias. As roupas devem ser conservadas limpas, bem cuidadas, assim como as guias (fios de contas), não se admitindo que um médium, após seus trabalhos, deixe suas roupas e guias no Terreiro, esquecidas. Quando a roupa fica velha, estragada, jamais o médium deverá dar ou jogar fora. Ela deverá ser despachada, pois trata-se de um instrumento de trabalho do médium.
Em diversos terreiros., nas sessões de Umbanda os homens utilizam calça e jaleco, e as mulheres utilizam o balandrau/saias rodadas e blusas. Nas demais sessões, as mulheres podem usar também jaleco e calça. O pano-de-cabeça (torço), é feito a partir de um pano chamado ojá (a palavra significa “faixa de pano”), de tamanho variável. Existem vários formatos de torço, que podem ter significados diferentes. Por exemplo: o torço com duas pontas (orelhas) significa orixá feminino, enquanto o torço com uma ponta só, simboliza orixá masculino.
E há quem não tome isso, como uma regra. Serve tanto para proteger a coroa do médium, conta as energias mais pesadas, como também representa um sinal de respeito, dentro de um determinado ritual.

 

Rua Victor Meireles, Nº 291 -Final da rua (rua sem saída). Uberaba - Curitiba - Paraná. Cep: 81580-480
Ônibus: Canal Belem Praça Rui Barbosa descer no ponto final. 2ª Rua a Esquerda. COM ESTACIONAMENTO.
Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Guimaster Web Service